Halloween - Josefa


Goloteia, Brunevildes e Salomé acabaram de chegar à cidade de Laranjal, montadas em suas vassouras mágicas.

São três bruxas, que vieram para a festa Halloween . Chegaram animadas querendo visitar a tumba de seu ente querido que à algum tempo havia falecido, levam vela. Chegaram ao cemitério e quando avistaram a sepultura de Salomão, se aproximaram e até fizeram seu ritual, depois ficaram imaginando como seria a vida depois da morte...

Mas logo em seguida ... viram que Salomão já não estava mais na tumba. Havia voltado para mais uma festa de Halloween.

Se alegraram muito deram altas gargalhadas, se abraçaram e brincavam de roda como se fossem crianças.

Tudo parecia mágico para elas.

De repente aparecem as abóboras assustadoras para assustar as bruxas, que por um momento correm sem perceber que tudo fazia parte da festança que é esperada por todos, todo ano dia 31 de outubro.

Quando elas percebem que as abóboras vieram para a festa continuam com muita alegria.

Os fantasmas e o vampiro, comemoram voando de um lado para o outro .

O vampiro já planeja seu ataque em busca de sua bebida preferida e diz:

_ Quero sangue!

_ Hoje é o meu dia, vou alimentar-me , vou achar minha bebida predileta... QUERO SANGUEEEE!!!!!

Então nesse instante o vampiro sai correndo vai até uma vila onde tem muitas pessoas reunidas e parte para o ataque, desesperadas as pessoas se livram desse monstro.

As bruxas , os fantasmas , o vampiro , a múmia e o morcego estão todos alie percebem que muita gente está preocupada afinal é Halloween .

Todos tentam apresentar-se normalmente. Cada um faz o que consegue: se abraçam, riem, dão gargalhadas

dançam ,e até tentam abraçar as pessoas.

Mas todos ficam com medo, afinal estamos no mundo dos mortos.

De repente entra na festa um senhor bruxo raivoso com tantas comemorações, faz todos se acomodarem, afinal não existe nada de bonzinho entre eles e os humanos, cada um deve exercer sua função de assustar as pessoas e isso é uma comédia para eles.

Quando de repente voltam atacar as pessoas . Tentam, mas agora é em vão porque chega ali uma pessoinha muito linda, que é amiga das crianças e com sua varinha toca os fantasmas, a múmia, as bruxas, o malvado senhor bruxo, o esqueleto que volta para sua tumba, e o vampiro.

Ah, fadinha já ia me esquecer falta o morcego!

Ela está feliz , muito feliz pois conseguiu com sua varinha transformar esses personagens em pessoas boas, amáveis que adoram crianças .

Mais uma surpresa ela transformou abóboras em doces pirulitos. E diz para a garotada:

_ Vocês gostam de pirulitos?






Anônimo
sexta-feira, 29 outubro, 2010

Olha procurei muito ativ. p/ teatro do dia das bruxas , encontrei esse texto só aqui, parabéns esse texto é muito bom para dramatização.
Obrigado.
prof.Antonio

Postar um comentário

.